A elaboração de um plano comportamental para os utilizadores de edifícios públicos é fundamental para atingir os melhores níveis de racionalização energética. O consumo de energia dos equipamentos está significativamente condicionado à diferente forma como os utilizadores lidam com o edifício, o que consequentemente se traduz em comportamentos muito distintos. Influenciar os comportamentos de consumo eficiente em edifícios públicos requer ações de sensibilização e medidas de responsabilização. As ações de sensibilização devem ser pensadas para cada classe de utilizadores. Por outro lado, as medidas de responsabilização têm um carácter tangível, requerendo a definição de fronteiras de responsabilização e metodologias de medição e verificação.

Objetivos: Definir procedimentos sistemáticos para a criação e aplicação de planos comportamentais. Do trabalho deverão resultar conclusões e recomendações sobre quais as ações de sensibilização mais eficientes nas diversas classes de utilizadores (consumidores) de edifícios públicos.